terça-feira, 17 de abril de 2007

Caridade ou amor

«Não falemos de amor…mas de caridade como São Paulo (1 Cor13). Porquê?

O amor já é uma grande coisa. É importante amar o outro por aquilo que ele é. Mas amar o outro por ele mesmo não é suficiente. É um começo. O que é necessário é amar o seu irmão porque Deus o ama.

A caridade é amar a Deus, e porque amo a Deus, amo toda a pessoa humana, o outro, meu irmão, meu próximo, porque ele é uma criatura de Deus por Ele amado.
Se me contento em amar o outro por ele mesmo…esse amor é incompleto. Se amo o outro porque amo a Deus…então é caridade.

O amor que tenho para com Deus não espera senão um amor recíproco e fiel. E é o verdadeiro amor que me leva a amar o meu irmão, todo o ser humano, porque amo a Deus. E assim, vivemos a caridade…objectivo da nossa vida.

Mostro a Deus que o amo, que vivo a caridade, fazendo algo de concreto pelo meu irmão e aceitando tudo o que acontece na minha vida como prova do amor de Deus por mim.»


Adaptação de uma meditação sobre a caridade.


Mais do que um problema de uso ou de léxico das palavras "amor" e "caridade", o interessante dessa reflexão é mostrar a exigência do amor ao próximo no amor a Deus.

3 comentários:

Maria João disse...

Se amarmos a DEus, facilmente amamos o nosso próximo. Até nos piores casos, Deus ajuda-nos a ver que o nosso irmão é também SEu filho. Por isso é que o principal mandamento é amar a DEus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos.

Gente comum disse...

"E indo além das nossas expectativas, deram-se a si mesmos, primeiro ao Senhor e depois a nós, pela vontade de Deus. Por isso, pedimos a Tito que, tal como a havia começado, levasse a bom termo, entre vós, esta obra de generosidade.
Mas, dado que tendes tudo em abundância - fé, dom da palavra, ciência, toda a espécie de zelo e amor que em vós despertámos - cuidai também de sobressair nesta obra de caridade. Não o digo como quem manda, mas para pôr ainda à prova a sinceridade do vosso amor, servindo-me do zelo dos outros."
2ª Cor 8,5-8

J disse...

Sedente,

O amor de Deus é a forma mais pura de Amor se amarmos ao próximo como a Deus seremos capazes de acolher o verdadeiro amor.

Um grande beijinho em Cristo