quinta-feira, 19 de abril de 2007

Mais do que "ver", querem "ouvir" o Santo Padre

Na praça de São Pedro, “a grandíssima maioria segue o Papa em "religioso silêncio"; são muito poucas as interrupções com palmas, e há também quem, em folhas de papel ou agendas, escreve uma outra frase pronunciada pelo Papa. Sendo jornalista na Rádio Vaticano durante o inteiro pontificado de João Paulo II, e tendo seguido Karol Wojtyla nalgumas viagens na Europa, pude verificar a maneira como vibravam as multidões às suas palavras, mas também como se sentia uma certa "distracção" acerca do que o próprio Papa dizia. Com Bento XVI é diferente: silêncio, concentração e meditação. A resposta, ou melhor a explicação para esta diferença de atitude talvez resida no facto que com João Paulo II os fiéis, peregrinos e turistas queriam "ver" o Papa; com Bento XVI, mais do que ver, querem "ouvir" o Santo Padre. (…)

O número cada vez maior de fiéis que acorrem a Roma para o escutar é a demonstração tangível de quanto o povo cristão, e não só, aprecia os ensinamentos de Bento XVI, a profundidade unida á simplicidade, a clareza de exposição unida à profundidade da sua teologia.

E é pena que pouco, muito pouco, às vezes mesmo nada, dos temas e questões fundamentais do Magistério de Bento XVI, atinentes também a organização e vida da sociedade civil, seja relançado pelos grandes meios de comunicação social.”

António Pinheiro, Rádio Vaticano



Pelos 2 anos de pontificado:
A Bento XVI,
Sumo Pontífice e Pai universal,
paz, vida e salvação perpétua.
Benedicto Sexto Decimo,
Summo Pontíficiet universáli Patri
pax, vita et salus perpétua.

1 comentário:

mary* disse...

Saborear a Vida
www.saborearavida.blogspot.com

Visita-me e linka-me por favor!
Como gostei do teu blog já te inclui na minha lista.

Deus te abençoe
Obrigada