segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

Como Tu queres, pelos meios que Tu quiseres.

Senhor Jesus,
que antes de morrer por nós,
oraste para que todos os teus discípulos fossem perfeitamente um,
como Tu no teu Pai e o teu Pai em Ti,
faz-nos sentir dolorosamente a infidelidade da nossa divisão.
Dá-nos a lealdade de reconhecer,
e a coragem de rejeitar tudo que está escondido em nós,
e que seja indiferença, desconfiança e mesma hostilidade mútua.
Concede-nos encontrar-nos todos em Ti
para que as nossas almas
e os nossos lábios elevem incessantemente a tua oração
para a unidade dos cristãos
tal como Tu a queres, pelos meios que Tu quiseres.
Em Ti, que és a Caridade perfeita,
faz-nos encontrar o caminho que conduz à unidade
na obediência ao teu amor e à tua verdade.
Amen



Esta linda oração foi composta pelo Abade Paul Couturier (1881-1953), um sacerdote francês que dará nos anos 30 do século XX um novo alento ao ecumenismo, abrindo-lhes as sendas de uma oração comum. Com ele, a semana anual de oração católica, que desde 1908 tinha como objectivo a conversão e o regresso dos irmãos separados, pôde tomar um carácter comum a todas as confissões cristãs e espalhar-se por todo o mundo.

2 comentários:

nyny disse...

Olá!!!

Adorei a Oração!
Iluminou-me nesta manhã fria!!!
:))

J disse...

Sedente,

Não conhecia a oração, mas tocou-me muito.
Entregar a nossa vida a Deus, confiar n´Ele totalmente é algo que ainda tenho dificuldade em fazer, e Deus me perdoe, porque é o que mais desejo, dar-Lhe a minha vida e colocá-la nas Suas mãos, para que seja feita a Sua vontade. Não ter medo, ser como S.Inácio de Loyola, indiferente a tudo, não desejar mais saude que doença, mais riqueza que pobreza, confiar, que o que vier é a Sua Vontade.

Um grande beijinho em Cristo