terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Os grandes portugueses

O primeiro canal televisivo de Portugal, inspirado de um programa da BBC, decidiu pedir aos telespectadores que elegessem os grandes portugueses da História. Em geral, a ideia foi achada interessante, lançou debate e polémica na nossa sociedade por causa de alguns nomes apresentados, suscitou e ainda deve suscitar por alguns tempos o interesse do público.
Mas o que é um grande português?
Cada um de nós terá a sua noção de grandeza e dos valores a que ela está sujeita, daí aparecer uma lista matizada de pessoas, com reis, rainhas, políticos, santos, padres, artistas, cientistas, médicos, operários…uma sociedade com todas as suas componentes “normais”.
Um grande homem ou uma grande mulher, não medirá necessariamente 2 metros de alturas…aí seria um português grande, mas é alguém que transmite algo às pessoas, uma referência.
Quando penso em grandeza, vem-me sempre ao pensamento o versículo do Evangelho segundo São Marcos (10, 43-44): “Quem quiser ser grande entre vós faça-se vosso servo, e quem quiser ser o primeiro entre vós, faça-se escravo de todos.”
Este critério que Jesus coloca aos discípulos e a cada um de nós, o de servir para ser grande, e isso implica muitas outras virtudes, a maior delas o amor, foi o meu critério para votar no grande português…mas tenho a certeza que não há um único “grande-evidente”, mas muitos, conhecidos ou não, que marcaram a História do nosso país ou a história das vidas.
O meu foi…adivinhem lá…homem do norte que viveu nos dois ultímos séculos passados e ficou nos 50 primeiros portugueses mais votados…mais não digo.
Claro que havia outros nomes mas as regras eram de poder escolher um só por e-mail.



“Ora se Eu vos lavei os pés, sendo Mestre e Senhor, também vós deveis lavar os pés uns aos outros. Dei-vos o exemplo, para que, como eu fiz, façais vós também.”
Jo 13, 14-15



Reparem no quadro, o ar zangado do Apóstolo Pedro e a dedicação de Cristo.

2 comentários:

120086648 disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
sedente disse...

O meu voto para o grande português foi para...PADRE AMÉRICO, importante benfeitor da Igreja que dedicou a sua vida aos mais carenciados, principalmente jovens, que se traduziu em inúmeras realizações, das quais a mais conhecida e relevante é a Casa do Gaiato.